A ascensão dos aplicativos Google (Google Apps)

A ascensão dos aplicativos Google (Google Apps)


Se você ainda não conhece, o Google Apps é um pacote de aplicativos fornecidos pelo Google para empresas de todos os portes. Uma revenda autorizada configura ou registra o domínio da empresa (ex: hotelwww.com.br) e então seus colaboradores passam a contar com as mais avançadas tecnologias da web 2.0 e da computação em nuvem, fornecidas e asseguradas pelo Google, configuradas e assessoradas pela revendedora autorizada.

Recentemente o VP da Google Enterprise anunciou que os aplicativos Google já possuem mais de 100.000 usuários, incluindo marcas bastante conhecidas como Lojas Renner, Anhanguera Educacional, jornal O Globo, General Motors, Motorola, jornal The New York Times, Jaguar, entre muitas outras. O sistema Google Apps oferece recursos de colaboração entre usuários/equipes, armazenamento e acesso de dados em nuvem (inclusive por dispositivos móveis), levando até as empresas – com uma abordagem corporativa séria e abrangente – seus renomados serviços como Gmail, Google Agenda (calendar), Gtalk, Google Docs, Google Cloud Connect, entre outros.

A tendência de crescimento da adesão aos serviços em nuvem é promissora e a estimativa é de que este mercado cresça 61% ao ano até 2016, segundo a Forrester Research. O IDG Now! informou na semana passada que “a Google vai anunciar nas próximas semanas os novos clientes do Google Apps (…) Entre eles, estão empresas, agências governamentais e instuições de ensino, e isso é uma prova de que o software baseado na nuvem está se tornando uma grande opção de negócios”. O mercado já está aquecido, mas no Brasil a maior parte das empresas ainda está descobrindo as vantagens e benefícios destes serviços, além da economia em TI que eles trazem.

Para 2012, “a estratégia de nuvem do Google vai evoluir, à medida que novos produtos e integrações chegam ao mercado”, conforme informações do CRN. Como o Google Apps é totalmente compatível com os softwares mais populares, ele pode substituir ou ser utilizado concomitantemente com o Outlook, Word, Excel, PowerPoint, entre outros. O site CIO foi bastante específico, afirmando que “o ano que vem será quando o Google Apps vai ameaçar o mercado do Microsoft Office, com o surgimento de dispositivos móveis e mídias sociais que podem tornar impossível o equilíbrio da vida profissional com a pessoal, diz a consultoria Gartner”.

E a sua empresa, já está ganhando produtividade e economizando com o Google Apps?